OFICINA DAS ARTES

Release/ fotos/ notícias da Ong Oficina das Artes (Pelourinho/ Salvador-BA)

13.2.06




Fundada há três anos, a OFICINA DAS ARTES é uma Organização Não Governamental – sem fins lucrativos que se propõe a trabalhar a inclusão social, através da arte-educação, objetivando a democratização das artes, resgate da cultura e tradições populares, além da formação de platéia, produtores, educadores e cidadãos profissionais para o mercado artístico-cultural, tendo como público alvo: crianças, jovens, adultos e idosos.

O trabalho vem sendo atualmente, realizado na comunidade do Pelourinho, através das oficinas permanentes de música, dança, artesanato, cenografia e artes plásticas que vêem se destacando e apoiando o desenvolvendo do trabalho de muitos profissionais das referidas áreas, e assim, formando agentes multiplicadores.

Dessas atividades já podem ser vistos produtos de conteúdo sólido, como a ORQUESTRA POPULAR DA BAHIA, grupo formado por jovens carentes que trabalham com música e dança valorizando as tradições populares e a influência das três etnias formadoras do povo brasileiro.

É uma miscigenação sonora tradicional, onde o som e o movimento se acoplam, objetivando o resgate e a projeção da cultura musical tradicional da Bahia, através do repertorio melódico, especialmente composto para o tipo de naipes instrumentais colocados na orquestra. O seu elenco, oriundo da comunidade do Centro Histórico e bairros periféricos de Salvador tem uma atuação polivalente na Orquestra que reúne os três elementos básicos da música: melodia, harmonia e ritmo, utilizando instrumentos rústicos, tradicionais e artesanais.

Para este ano de 2006, a estão sendo programandos as seguintes espetáculo “Passos da Paixão”; “Raboni”; “Etnia Sonora”; “Boi-Axé”; “Romeiros do Advento” e “Imaginário Sonoro” com o elenco infanto-juvenil da Orquestra Popular da Bahia.

Outra importante atividade são as OFICINAS BRINCANTES que consistem em aulas práticas de música (acordeon, flauta, percussão e canto); dança (ballet clássico, contemporânea, afro); artes plásticas (desenho, pintura); cenografia e figurino; áudio-visual (cinema, vídeo, fotografia) este último contará com apoios da iniciativa privada através das leis de incentivo; confecção e reforma de instrumentos musicais; tudo isso com acompanhamento psicológico para abordagens sobre cidadania, saúde, comportamento, dentre outros assuntos tão importantes no processo de inlcusão social dessas crianças e jovens.

A Ong desenvolverá ainda o projeto CRECHEARTE, que, com base em estudos na área pedagógica e musical que confirma a importância do contato do homem com a música, planeja contribuir para o amadurecimento de pensamento lógico, motricidade, memória, percepção auditiva, disciplina e concentração, através da vivência de elementos da expressão musical incluindo domínio estético e técnico dos instrumentos da Coleção Emília Biancardi. Os participantes (prioritariamente filhos de moradores ou comerciantes formais e informais da comunidade em foco, o Centro Histórico de Salvador) irão ter acesso à construção teórico-prática dos instrumentos e toda a riqueza dos seus arquétipos universais. Todo este aprendizado envolvendo atividades lúdicas e educativas elevarão a auto-estima das crianças e auxiliará na sua total integração à sociedade. Deste projeto ainda farão parte as “Vivências Étnicas” que, através de convidados e parceiros institucionais que darão palestras com recursos audiovisuais, visitas a museus, exposições, eventos temáticos, serão passadas informações detalhadas sobre história, cultura e arte das raças: negra, indígena e européia.

A referida coleção, que inclui instrumentos tradicionais e étnicos de diversas épocas e partes do mundo, além de criações próprias da respeitada etnomusicóloga Emília Biancardi, estará em exposição permanente na sede da Oficina das Artes e também em versão itinerante por galerias, escolas, feiras culturais de todo Estado, constituindo assim mais um produto de excelência e relevância que certamente contribuirá para a História da Música: a EXPOSIÇÃO DE INSTRUMENTOS MUSICAIS DE EMÍLIA BIANCARDI.

E como um grande aliado neste processo do ensino prático de arte, cultura e cidadania está o Projeto EXPRESSO 2001’S que continuará a será realizado por esta Ong com o intuito maior de abraçar suas atividades artísticas, dando oportunidade e suporte aos produtos por ela desenvolvidos, promovendo seu trabalho fora do Centro Histórico; apresentando-o à sociedade com estrutura profissional e interativa. Tornado-se, assim, um grande aprendizado para quem participa e para quem o assiste, afinal o Expresso vem há 10 anos levando arte aonde o povo está, utilizando-se de multilinguagens (dança, música, poesia, teatro, artes visuais, performances, recreação infantil, etc) com a participação efetiva das comunidades carentes de Salvador e algumas cidades do interior do estado da Bahia. Por este projeto já passaram grandes nomes da nossa música; já revelou talentos hoje consolidados no cenário nacional e continua abrindo portas para emergentes, num trabalho coeso e contínuo de inclusão social e cultural.

OFICINA DAS ARTES

Rua Gregório de Mattos, 31, Pelourinho

Salvador - Bahia CEP 40.025-060

Tel (71) 3321-0966

e-mail: oficinadasartes@atarde.com.br